Conheça os 11 arranha-céus mais altos de Nova York

Ahh, New York, New York! A Cidade dos Arranha-Céus deve seu apelido a incríveis e titânicos edifícios que se alçam até o céu. A lista dos prédios mais altos da cidade está constantemente sendo alterada, com novas construções sendo iniciadas a cada ano. Quer saber quais são os edifícios mais altos do skyline da cidade atualmente? Confira a lista dos 11 maiores, ordenados do maior para o menor.

1. One World Trade Center

Construído sobre as ruínas das antigas Torres Gêmeas do World Trade Center, esse edifício que mede 1776 pés (número que corresponde ao ano da independência dos Estados Unidos e, por sua vez, à altura da antiga Torre 1 do WTC) ou seu equivalente em metros, 541 metros, é o mais alto da cidade. Além disso, é o quarto edifício mais alto do mundo, contando com 104 andares e 73 elevadores.

2. 432 Park Avenue

Com a cobertura vendida a $95 milhões de dólares, o 432 Park Avenue é o prédio residencial mais alto do mundo ocidental – e também o mais caro. São 104 apartamentos, sendo que o prédio tem uma altura total de 425.5 metros. É o terceiro prédio mais alto dos Estados Unidos, e o segundo de Nova York, mas se você medir os prédios de acordo com o teto do seu último andar, ele passa a ser o arranha-céu mais alto de todos, superando até mesmo o One World Trade Center.

3. Empire State Building

Esse mítico e popular arranha-céu coroou o céu de Nova York desde que sua construção foi terminada em 1931. Esse edifício de estilo arquitetônico Art Decó abriga escritórios e um observatório em seus pisos superiores, de onde se pode ter uma vista totalmente privilegiada da Big Apple. localizado na famosa Fifth Avenue, o Empire State Building também é conhecido por ser o prédio que o gigante King Kong escala antes de ser abatido por um avião no filme de 1933 King Kong. Ele tem 102 andares e 443 metros de altura.

4. Bank of America Tower

O Bank of America Tower, terminado em 2009, é o quarto edifício mais alto de Nova York e o sexto mais alto dos Estados Unidos. Projetado para que se convertesse em um dos edifícios mais eficientes e ecológicos do mundo, o Bank of America usa tecnologias como o vidro isolante, desde o solo até o teto, para captar ao máximo a luz natural e conter o calor. Ademais, o edifício conta com um sistema automático de regulação de luz natural e um sistema de águas cinzas que aproveita a água da chuva para reutilização. Esse é o primeiro arranha-céu do mundo pensado com o propósito de conseguir uma certificação LEED Platinum, a pontuação máxima do sistema Leadership in Energy and Environmental Design, que valoriza a sustentabilidade e ecologia dos edifícios.

5. Chrysler Building

O edifício Chrysler também é um símbolo da cidade e um dos elementos que mais se destaca no skyline de Nova York. Com uma altura total de 319 metros e 77 andares, essa estrutura foi a mais alta do mundo durante 11 meses, até que o Empire State Building a superou em 1931. Ainda assim hoje em dia continua sendo o edifício mais alto do mundo construído com ladrilhos, com uma quantidade aproximada de 3.826.000 ladrilhos utilizados. Desde 1976, o Chrysler é considerado um Marco Histórico Nacional dos Estados Unidos.

6. New York Times Building

O New York Times Building é a sede de um dos jornais mais importantes do mundo, o New York Times, além de ser o sexto edifício mais alto de Nova York. Completado em 2007, esse arranha-céu de 319 metros e 143.000 m² teve um custo de $850 milhões de dólares e, a título de curiosidade, várias pessoas tentaram escalar o edifício ao longo da sua curta história. A tentativa mais famosa foi provavelmente a do escalador profissional Alain Robert, mais conhecido como o ‘Homem-aranha Francês’, que conseguiu subir até o topo sem nenhum sistema de segurança.

7. One57

Esse arranha-céu de 75 pisos que foi finalizado em 2014 tem 306 metros de altura e é o segundo edifício residencial mais alto da cidade – mas já foi o mais alto de todos. O One57 dispõe de 92 condomínimos e um Park Hyatt Hotel com 210 habitações. Mas, tratando-se de um edifício residencial, sua altura não é o único recorde que ele já bateu; muitos dos apartamentos chegaram a bater o preço de $90 milhões de dólares.

8. Four World Trade Center

O Four World Trade Center é um dos edifícios que fazem parte do complexo do World Trade Center de Nova York. Ele abriu suas portas ao público em 13 de novembro de 2013 e mede 298 metros de altura, sendo o segundo edifício mais alto do reconstruído World Trade Center – mas os edifícios 2 e 3 irão superá-lo em altura quando estiverem prontos. O Four World Trade Center conta com uma superfície de 230.000 m² na qual estão instalados escritórios, empresas e organizações como a New York Board of Trade e o Deutsche Bank.

9. 70 Pine Street

Esse arranha-céu de 290 metros e 67 pisos está situado no Financial District de Manhattan, em Nova York. Construído durante 1931 e 1932, foi nomeado como Monumento Histórico de Nova York em junho de 2011. Sob o estilo arquitetônico de Art Decó, o 70 Pine Street tem uma superfície total de 80.400 m².

10. 30 Park Palace

Esse é um novo arranha-céu na área de Manhattan e ainda está em construção. Com 286 metros de altura 82 andares, esse prédio residencial vai oferecer vistas panorâmicas do skyline e do porto de Nova York. Os andares mais altos abrigarão 157 residências; todos os outros serão parte do Four Seasons Hotel, com 185 quartos.

11. The Trump Building

O Trump Building é um arranha-céu de 70 pisos também conhecido como o edifício 40 Wall Street. Com uma altura total de 283 metros, o Trump Building foi brevemente o edifício mais alto do mundo, até que o Chrysler Building o superou. Finalizado em abril de 1930, o edifício passou a ter esse nome quando o magnata Donald Trump o comprou em 1995. Uma curiosidade: em 1946, um avião do Exército dos Estados Unidos colidiu com o edifício, matando seus cinco tripulantes, mas ninguém se feriu no prédio.

Agora que você já conhece os arranha-céus mais importantes de Nova York, só falta visitá-los! Não se esqueça de nenhum deles!

Escrito por , jornalista e tradutora que ama conhecer novas culturas e viajar, seja com os livros ou com a mochila nas costas. É criadora de Conteúdo no WePlann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *