Roteiro: 3 dias em São Paulo

Beco do Batman, na Vila Madalena (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | han santing)

Beco do Batman, na Vila Madalena (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | han santing)

São Paulo é quase um mundo à parte, com todas as atividades e pontos turísticos que ela oferece. Com três dias, é possível visitar alguns dos principais pontos e conhecer um pouco da imensidão que é a cidade mais populosa da América Latina. Confira o itinerário que montamos para facilitar a sua viagem (veja também o roteiro de 1 dia e 7 dias):

Dia 1

Manhã

O Parque Ibirapuera é uma boa pedida para passar a manhã. Além das atividades ao ar livre que você pode fazer lá, como andar de bicicleta, caminhar e fazer um piquenique, vale visitar os espaços expositivos, como a Oca e o MAM (Museu de Arte Moderna). Nos arredores do parque estão o Monumento às Bandeiras e o Obelisco, o monumento mais alto da cidade. Se você resolver ficar um pouco mais, pode presenciar também o show da Fonte Multimídia do Ibirapuera, um show de águas, luzes e movimento.

WePlann_PT_Blog_Cover_September24_01

Monumento às Bandeiras (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | David Balderas)

Tarde

A Avenida Paulista tem de tudo: ótimos restaurantes, livrarias, shoppings, museus e muito mais. Você pode almoçar na Casa das Rosas e conferir suas exposições, oficinas, saraus e atividades culturais no geral. Se quiser fazer compras, vá ao Shopping Cidade São Paulo, ao Top Center ou ao Center 3 (dica: aos domingos, acontece uma feirinha de artesanato no Center 3 com roupas e tudo que você pode imaginar). Visite o Parque Trianon e o MASP, um dos maiores museus da América Latina, que conta com obras de artistas como Van Gogh, Renoir, Monet e Picasso. Se você é fã de livros, não deixe de passar na Livraria Cultura, localizada dentro do Conjunto Nacional, um lugar agradável e um paraíso para os leitores de plantão. Ah, e tire muitas fotos na Paulista!

WePlann_PT_Blog_Cover_September24_02

MASP e Parque Trianon na Avenida Paulista (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Stefanie Silveira)

Noite

Se achar que não deu tempo de ver tudo durante a tarde, você pode passar a noite na Avenida Paulista também. Existem muitos bares e baladas nos arredores, especialmente na Rua Augusta, mas você também pode jantar por lá e descobrir melhor a área. Outra opção é a Oscar Freire, uma famosa rua repleta de lojas de luxo, com marcas nacionais e internacionais. Além das belíssimas vitrines, a rua tem também diversos bares, restaurantes, cafeterias e sorveterias, todos de altíssimo nível.

WePlann_PT_Blog_Cover_September24_03

Rua Oscar Freire (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Gustavo Gomes)

Dia 2

Manhã

Que tal começar o dia conhecendo a cultura japonesa presente na cidade? O bairro da Liberdade é a maior colônia nipônica fora do Japão, e a manifestação dessa cultura se encontra na arquitetura local, com tradicionais lanternas japonesas e até mesmo em um templo zen-budista, que é aberto para visitação. Você pode almoçar em um dos restaurantes típicos e comprar artigos nas lojas e livrarias (muitas delas têm ideogramas japoneses nas fachadas). Se você for ao bairro em um final de semana, não deixe de conhecer a feira de artesanato que acontece na Praça da Liberdade.

Bairro da Liberdade

Bairro da Liberdade (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Felipe Tofani)

Tarde

Você pode começar a tarde visitando o Pateo do Colégio, o berço de São Paulo no qual foi contruído o primeiro centro de catequização de indígenas da cidade. Siga para a Praça da Sé, visite a catedral de mesmo nome, que é um dos cinco maiores templos neogóticos do mundo, e o Marco Zero, bem à frente da catedral, monumento que mostra um mapa das estradas que partem da cidade com destino a outros estados. Vá ao Theatro Municipal e faça uma visita monitorada para conhecer sua arquitetura e história ou verifique a programação e assista a um espetáculo nesse lugar único.

WePlann_PT_Blog_Cover_September24_05

Pateo do Colégio (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Roberta Zouain)

Noite

Caso não termine a noite assistindo a um espetáculo no Theatro Municipal, você pode visitar o histórico bairro do Bixiga e jantar em uma das famosas cantinas italianas, típicas do bairro. Algumas opções são a Villa Tavola, uma ótima pedida para quem gosta de jantar tarde, já que ela fica aberta 24h, ou a Cantina Capuano, o mais antigo restaurante em atividade da capital, aberto em 1907. Lá você encontra também muito samba, por exemplo, na sede da Escola de Samba Vai-Vai. Para quem gosta de shows, vale ir ao Mundo Pensante, espaço cultural que integra eventos de música, artes visuais e mais.

WePlann_PT_Blog_Cover_September24_06

Prato servido no Villa Tavola (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | renata miyagusku)

Dia 3

Manhã e Tarde

Comece o dia visitando a Estação da Luz, que além de ter uma linda arquitetura, abriga o Museu da Língua Portuguesa. Aproveite para conhecer o Mercado Municipal, um dos mais importantes pontos turísticos e centro gastronômico da cidade, que conta com uma variedade enorme de produtos. Você pode almoçar por lá e experimentar o tradicional sanduíche de mortadela. A arquitetura do Mercadão, marcada por colunas, abóbodas e vitrais, faz com que ele seja também um marco histórico.

Museu da Língua Portuguesa

Museu da Língua Portuguesa (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | gomezzz)

Tarde e Noite

Saindo do Mercadão, vá até o Beco do Batman na Vila Madalena para tirar várias fotos enquanto ainda é dia. Nessa viela de paralelepípedos, todas as paredes são grafitadas e muito convidativas para quem gosta de um cenário colorido. Depois disso, você pode tomar um sorvete na Bacio di Latte, uma gelateria italiana, passear pelas lojas da Rua Harmonia e terminar a tarde (e começar a noite) em um dos famosos bares da Vila Madalena. São muitas opções de bares e baladas; se você chegar cedo, pode tentar um dos estabelecimentos da Rua Aspicuelta, como o Salve Jorge, que fica no centro do agito.

WePlann_PT_Blog_CatedraldaSe_September_08

Beco do Batman, na Vila Madalena (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | han santing)

Escrito por , jornalista e tradutora que ama conhecer novas culturas e viajar, seja com os livros ou com a mochila nas costas. É criadora de Conteúdo no WePlann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *