Roteiro: 7 dias em Veneza

Sete dias em Veneza é o período ideal para vivenciá-la por completo! Formada por 118 ilhas e 400 pontes, a cidade foi construída sobre as águas de 177 canais. Impressionante, não é mesmo? Pois a origem de Veneza data do início do século V e história é o que não falta por lá. Tanto é que foi classificada junto das ilhas ao seu redor como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1987. Por isso, confira nosso roteiro e aproveite a semana inteira para descobrir todos os encantos, todas as atrações e todos os segredos desse top destino na Itália. E não deixe de conferir o itinerário de 1 dia e de 3 dias!

Dia 1

Manhã

(Foto: Flickr | CC BY-NC 2.0 | A.Currell)

(Foto: Flickr | CC BY-NC 2.0 | A.Currell)

Hora de fazer uma visita a Scuola Grande di San Rocco, um museu situado em um edifício de 1516 que abriga a maior coleção de obras de Tintoretto. É um local excepcional que preserva mais de 60 pinturas do artista veneziano!  

Tarde

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | John Weiss)

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | John Weiss)

Conheça as atrações ao redor da praça mais famosa da cidade, a milenar Praça de São Marcos. Refletindo uma Veneza do século IX, período em que foi construída, a exuberante área é cercada por importantes construçõs como o Palazzo Ducale e a Torre do Relógio. Recomendo que você tome seu tempo para conhecer tudo sobre a história de Veneza no museu situado no Palazzo Ducale – inclusive o tour secreto pelo palácio – e para visitar a Torre e ver o relógio que marca as horas a mais de 500 anos bem de pertinho.

Noite

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Paco Rubio Ordás)

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Paco Rubio Ordás)

Para terminar o dia, continue pela Praça de São Marcos e curta a atmosfera da região à noite. As famosas construções no entorno da praça se iluminam e o movimento não para – é possível subir no Campanário à noite também! A vista é realmente mágica! Além disso, essa área conta com os famosos cafés Quadri e Florian e algumas lojas de grife – sendo essa uma ótima oportunidade para ir às compras ou namorar as vitrines.

Dia 2

Manhã, tarde e noite

(Foto: Flickr | CC BY 2.0 | Jose Ramirez)

(Foto: Flickr | CC BY 2.0 | Jose Ramirez)

Tire o dia para descobrir os charmes, as histórias e os encantos da maior ilha ao redor de Veneza: Murano! Basta subir em um vaporetto, o transporte público aquático da região, e seguir em direção ao local que ganhou fama por causa de seu trabalho feito em vidro colorido. Certamente você já ouviu falar dos vidros de Murano, não? Por isso, não deixe de entrar em uma das fábricas e de visitar o Museu do Vidro. Aprenda tudo sobre o processo de produção e aproveite para levar uma lembrancinha. Você também vai se deparar com muitos artesanatos, esculturas e cristais. E para completar, conheça alguns pontos históricos da ilha, como a Basilica dei Santi Maria e Donato e seus mosaicos, a Igreja San Pietro Martire e o Lampioni Innamorati – dois lampiões entrelaçados como se estivessem namorando!

Dia 3

Manhã

(Foto: Flickr | CC BY 2.0 | Alice Barigelli)

(Foto: Flickr | CC BY 2.0 | Alice Barigelli)

Tire a manhã para conhecer o Ca’ Rezzonico, um museu instalado dentro de um dos mais belos palácios do Grande Canal que é dedicado à Veneza do século XVIII. Aberto ao público desde 1936, o museu foi projetado para reproduzir as instalações e mobilias originais deste século. O resultado foi uma coleção de pinturas, móveis e obras organizadas ao longo do palácio e sua extraordinária arquitetura.

Tarde

WP_Blog_PT_Venezia_6_Mai10

A Collezione Peggy Guggenheim está localizada no maravilhoso palácio que fora a residência da colecionadora norte-americana durante 30 anos. Reunindo a coleção pessoal da milionária, o Nasher Sculpture Garden e a coleção de Hannelore B. e Rudolph B. Schulhof, bem como exibições temporárias, o local é considerado um dos mais importantes museus de arte moderna europeia e americana na Itália.

Noite

(Foto: Flickr | CC BY-NC 2.0 | Aperol Spritz)

(Foto: Flickr | CC BY-NC 2.0 | Aperol Spritz)

Escolha qualquer botequim para sentar e relaxar as pernas depois de um longo dia de caminhada. Enquanto descansa, belisque um carpaccio (petisco típico de Veneza feito com finas fatias de carne crua) ou peça um cichetti (que é como a tapa espanhola na versão italiana). Não esqueça de pedir um bom drink para acompanhar! Sugiro o ombra (taça de vinho), o Aperol Spritz ou o Campari.

Dia 4

Manhã, tarde e noite

WP_Blog_PT_Venezia_8_Mai10

Suba em no vaporetto novamente e curta o dia em Burano! Esta ilha ficou conhecida mundo afora por conta de suas pequenas casas pintadas em cores vibrantes, uma tradição que data do século XIV! Além das casinhas, a ilha também ganhou fama com o belo trabalho de renda que ali pode ser encontrado. Por isso, não deixe de conhecer o Burano Lace Museum e aprenda tudo sobre as rendas! Ao passar pela ilha, você sentirá como se estivesse dentro de um cartão postal!

Dia 5

Manhã e tarde

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | lozwilkes)

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | lozwilkes)

Descubra a história de Veneza em uma visita ao Museo Correr, que é considerado o principal museu da cidade. Dedicado à arte e à história veneziana, o local conta com uma coleção super completa de pinturas, esculturas, móveis, moedas, vestimentas e instrumentos de navegação da região. Além disso, também realiza exibições temporárias. Confira a programação e explore todos os cantos deste belo museu. E uma vez que você estiver por lá, aproveite para fazer uma visita ao Museu Arqueológico Nacional e à Biblioteca Nacional Marciana. Por estarem conectados entre si, a entrada para o Correr garante acesso a esses dois outros locais.

Noite

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Romain Moisescot)

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Romain Moisescot)

A ponte Rialto foi a primeira estrutura construída para pedestres atravessarem o Grande Canal – o mais importante de todos na cidade. Ela recebeu esse nome por estar ao lado do Mercado Rialto, uma feira local com petiscos e alimentos frescos. Caminhe pelo região, aprecie a arquitetura e o movimento e, claro, cruze a ponte!

Dia 6

Manhã, tarde e noite

(Foto: Flickr | CC BY-NC 2.0 | damian entwistle)

(Foto: Flickr | CC BY-NC 2.0 | damian entwistle)

Depois de conhecer duas das mais importantes ilhas ao redor de Veneza, está na hora de passar o dia na mais antiga de todas. Pegue carona em um vaporetto e vá para Torcello. Esta foi a primeira ilha a ser habitada pelos povos que fugiam das invasões bárbaras, quando o Império Romano caiu. Repleta de história, conta com muitas construções e monumentos fascinantes. Portanto, faça uma vista a locais como a Igreja di Santa Fosca, a Catedral de Santa Maria e o Estuario Museum.

Dia 7

Manhã

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Christophe Brocas)

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Christophe Brocas)

Aprenda mais sobre Veneza em uma visita a um de seus principais museus, a internacionalmente reconhecida Galeria dell’Accademia! O local abriga a maior coleção de arte veneziana, trazendo artistas como os irmãos Bellini, Carpaccio, Veroneze e Tiziano. Em ordem cronológica, as obras retratam a história de Veneza entre os séculos XIII e XVIII.

Tarde

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Romain Moisescot)

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Romain Moisescot)

Vale a pena investir tempo para terminar de conhecer as atrações na Praça de São Marcos. Por isso, tome seu tempo para entrar na Basílica de São Marcos e apreciar a sua arquitetura bizantina e para subir no topo do Campanário e ver a vista panorâmica de Veneza. Se possível, espere para subir ao fim da tarde para ver o pôr do sol!

Noite

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Badly Drawn Dad)

(Foto: Flickr | CC BY-NC-ND 2.0 | Badly Drawn Dad)

Para encerrar a viagem com chave de ouro, escolha um restaurante ou café no bairro de Canareggio. Dos seis bairros que compõem Veneza, esse é o mais autêntico. Com menos turistas por perto, você poderá se despedir da bela città italiana. Há uma boa variedade de lugares para jantar, tomar um lanche ou petiscar. Fique de olho em locais mais tradicionais, como a Osteria Alla Vedova e o Torrefazione Cannaregio! Recomendamos também a casa de vinhos Cafe Filermo ou o super romântico botequim de comida local Al Timon.

Nosso roteiro pode ficar ainda mais completo! Deixe a sua sugestão nos comentários! Ah, e não perca nossos itinerários de uma semana em Roma, Porto e Barcelona

Escrito por . Cidadã do universo, jornalista e escritora, que ama qualquer tipo de viagem e comida. É criadora de Conteúdo no WePlann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *