Roteiro: uma semana em São Paulo

Catedral da Sé (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | Leonardo Augusto Matsuda)

Quer saber o que fez Caetano escrever que algo acontece em seu coração quando ele cruza a Avenida Ipiranga com a Avenida São João? Fizemos um roteiro de uma semana para você não perder nada da cidade mais populosa da América Latina. Vamos começar? (Confira também o roteiro de 1 dia e 3 dias)

Dia 1 – Centro: República, Anhangabaú e Sé

Manhã e Tarde

Comece o dia visitando a Catedral da Sé, um dos maiores templos neogóticos do mundo, e o Pateo do Collegio, construção que deu origem à cidade. Em frente à catedral, há uma construção com o nome de Marco Zero. Siga para o Mercado Municipal; almoce lá e não deixe de experimentar o conhecidíssimo sanduíche de mortadela. O Mercadão, como é conhecido, é um centro gastronômico e também turístico devido à sua bela arquitetura, repleta de vitrais. Por isso, vale ficar um pouco mais por lá.

WePlann_Blog_PT_October07_itinerario02

Viaduto do Chá (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Rogerio Bromfman)

Tarde e Noite

Saindo do Mercado, há vários lugares que você pode visitar: o prédio da Bovespa, a bolsa de valores da cidade, o Viaduto do Chá (localizado no Vale do Anhangabaú), Edifício Copan  (projetado pelo consagrado arquiteto Oscar Niemeyer) e o Edifício Altino Arantes (o Banespão, um mirante público do qual se pode ter uma vista de 360º da cidade). Por fim, visite o Theatro Municipal para assistir a um concerto ou apenas apreciar sua arquitetura.

Edifício Copan (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Fred Inklaar)

Edifício Copan (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Fred Inklaar)

 

Dia 2 – Avenida Paulista

Manhã

Muito provavelmente você já ao menos ouviu falar da Avenida Paulista, um antro cultural e turístico da cidade. Se você é um book junkie, comece a manhã visitando a Livraria Cultura, que fica dentro do Conjunto Nacional e tem um ambiente muito agradável no qual você pode até mesmo tomar um café. Se quiser fazer compras, vá ao Shopping Center 3 (aos domingos, a partir das 10h, o shopping abriga uma feirinha de artesanato bastante única, a Feira Como Assim?). Siga para o Parque Trianon, em frente ao MASP.

WePlann_Blog_PT_October07_itinerario03

Livraria Cultura no Conjunto Nacional (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | LB & Roberto Sena)

Tarde

Terça-feira é um bom dia para visitar a Avenida Paulista, porque o MASP (Museu de Arte de São Paulo) tem entrada gratuita. Ele é um dos maiores da América Latina e conta com obras de Van Gogh, Renoir, Monet, Picasso e muito mais. Você pode almoçar no restaurante do museu antes de visitá-lo. Quando acabar a visita, vá à Casa das Rosas, um centro cultural voltado para a literatura e poesia.

WePlann_Blog_PT_October07_itinerario04

Casa das Rosas (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Renato Bueno)

Noite

Se quiser passar a noite em um bar ou balada, vá à Rua Augusta, que conta com diversas casas noturnas e é um dos lugares mais badalados da cidade. Uma opção mais tranquila e refinada é jantar no Bistrot de Paris, também na Augusta, mas no sentido contrário das baladas. Ele fica localizado em uma viela no melhor estilo parisiense, a Villa San Pietro. Caso tenha disposição para mais uma atividade depois do jantar, vá ao Espaço Itaú de Cinema.

WePlann_Blog_PT_October07_itinerario05

Espaço Itaú de Cinema (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | Semana dos Realizadores)

Dia 3 – Centro: 25 de março, Luz

Manhã e Tarde

Quer fazer compras em um lugar barato? Então dê uma passada na Rua 25 de Março. Pessoas de todo o Brasil vêm à São Paulo só para ir nessa, porque nela você encontra de tudo. Depois, vá à Estação da Luz, conhecida pela sua arquitetura, e visite o Museu da Língua Portuguesa, que fica logo ao lado. Visite também a Pinacoteca, um dos mais importantes museus de arte do Brasil.

WePlann_Blog_PT_October07_itinerario06

Rua 25 de Março (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Paulo Fehlauer)

Noite

Depois de uma tarde cheia de cultura e história, vá ao Terraço Itália, localizado no Edifício Itália, um dos mais altos de São Paulo. Você pode jantar lá, no chique restaurante de lá que tem uma vista única de 360º do centro da cidade, além de ótima comida.

WePlann_Blog_PT_October07_itinerario07

Terraço Itália (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | Danilo Paes)

Dia 4 – Jardim Botânico e Zoológico

Manhã

Aproveite o começo do dia para visitar o Jardim Botânico, uma área de mata nativa preservada que conta com lindas escadarias, estufas, lagos, jardins (como o Jardim dos Sentidos, no qual é possível sentir o aroma e a textura das plantas), trilhas e também o Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues, uma boa opção para quem tem interesse na área.

WePlann_Blog_PT_October07_itinerario08

Jardim Botânico (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | Danilo Paes)

Tarde e Noite

Siga para o Zoológico de São Paulo, eleito o segundo melhor zoológico do Brasil e o quinto da América Latina pelo site TripAdvisor. Passe a tarde conhecendo a incrível variedade de fauna que ele abriga. Se tiver a oportunidade, faça o passeio noturno, que ocorre quinzenalmente às sextas-feiras. Nele, você verá animais que caçam à noite e uma apresentação com aves de rapina.

WePlann_Blog_PT_October08_itinerario09

Animais no Zoológico de São Paulo (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Joaquim Procopio)

Dia 5 – Parque Ibirapuera

Manhã e Tarde

Comece o dia passeando pelo parque, seja à pé ou de bicicleta. Você vai se deparar com lindos lagos, uma vegetação única, pontes e até mesmo patos. Quando cansar, pode escolher a sombra de uma árvore para fazer um piquenique. E o Ibirapuera também é um lugar de cultura. Você pode visitar o MAM, Museu de Arte Moderna, e escolher uma das outras opções culturais que ele oferece: Oca, Museu de Arte Contemporânea, Museu Afro e o Pavilhão Japonês. Saindo do parque, tire fotos do Monumento às Bandeiras, cartão postal da cidade, e visite o Obelisco.

WePlann_Blog_PT_October08_itinerario10

Parede grafitada no exterior do MAM (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Elias Rovielo)

Noite

Para terminar o dia, visite o Bairro do Bixiga e jante em uma das suas tradicionais cantinas italianas, muitas delas localizadas na Rua 13 de Maio. A região abriga várias casas de samba e o Mundo Pensante, um espaço cultural que tem uma programação bem diversa, com apresentação de artes visuais e música.

WePlann_PT_Blog_Cover_September24_06

Prato servido no restaurante Villa Tavola, no Bixiga (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | renata miyagusku)

Dia 6 (Sábado) – Vila Madalena e Pinheiros

Manhã

O bairro que é o recanto da boemia na parte da noite é lugar de intelectuais durante o dia. Se gosta de livros, arte e fotografia, visite a Livraria da Vila, a Ímã Foto Galeria e a Urban Arts, lugar repleto de arte pop. Passeie pela Rua Harmonia conhecendo as lojas, bares, restaurantes ou mesmo a gelateria Bacio di Latte. Por fim, visite o Beco do Batman para tirar várias fotos com as diversas paredes grafitadas.

Beco do Batman, na Vila Madalena (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | han santing)

Beco do Batman, na Vila Madalena (Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | han santing)

Tarde

Visite a Praça Benedito Calixto: ela abriga uma das mais conhecidas feiras da cidade (que acontece apenas aos sábados). Mesmo que você não compre nada, é uma atividade diferente na qual você verá centenas de barracas vendendo objetos de antiquário, móveis antigos, acessórios, discos raros, vinis e várias outras peças vintage. Se der tempo, você pode visitar o Instituto Tomie Ohtake, que além de ser um ícone arquitetônico de São Paulo, abriga exposições e obras de arte. Veja o pôr do sol na Praça Coronel Custódio Fernandes Pinheiros, mais conhecida como Praça do Pôr do Sol. Vale até aplaudir o momento!

WePlann_Blog_PT_October08_itinerario11

Feirinha da Benedito Calixto (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Andrew Dubber)

Noite

Volte à Vila Madalena e conheça de verdade a vida noturna de São Paulo. Especialmente aos sábados a região fica super agitada, com diversas opções de bares, baladas e restaurantes. Uma das ruas mais populares é a Aspicuelta. Se preferir um roteiro já planejado por vários bares, faça o Pub Crawl.

Dia 7 (Domingo) – Liberdade

Manhã

O bairro da Liberdade é a maior colônia de japoneses fora do Japão, o que faz com que a cultura esteja realmente presente. Passeie pela região, veja a arquitetura e decoração tradicional com ideogramas nas fachadas, entre nas lojas e confira os artigos tradicionais da cultura.

WePlann_Blog_PT_October08_itinerario12

Vitrine na Liberdade (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Adriano Lima)

Tarde e Noite

Se for o bairro de sábado ou domingo, você poderá visitar a Feirinha da Liberdade, na qual são vendidos diversos itens da cultura japonesa, como velas, esculturas e até marca-páginas, além de comidas do Japão e da China, como tempurá, yakiso­ba, sushi e sashimi. Você pode também visitar o templo budista Busshinji da Comunidade Budista Soto Zenshu, que conta com arquitetura e cerimônias tradicionais da cultura.

WePlann_Blog_PT_October08_itinerario13

Feira da Liberdade (Foto: Flickr | (CC BY-NC-SA 2.0) | Johnny Kamigashima)

Escrito por , jornalista e tradutora que ama conhecer novas culturas e viajar, seja com os livros ou com a mochila nas costas. É criadora de Conteúdo no WePlann.

One thought on “Roteiro: uma semana em São Paulo

  1. 11/11/2015 at 15:28

    Ola, gostei do artigo, aguardo mais dicas como esta. Para mim que estou começando agora são dicas muito importantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *