Roteiro: uma semana em Nova York

(Foto: Flickr | (CC BY 2.0) | Anthony Quintano)

Ativa e agitada durante as 24 horas do dia, a Big Apple conta com uma grande quantidade de atrações e atividades que agradam aos mais diversos gostos. Pode parecer um desafio escolher o que ver e visitar por lá, mas não se preocupe. Plannejamos um roteiro para você aproveitar Nova York ao máximo ao longo de uma semana (veja também nossos roteiros de um e de três dias).

Dia 1

Manhã

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Roman Kruglov)

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Roman Kruglov)

Reserve a manhã toda para passear pelo Central Park. Você verá que nem assim é possível conhecer todos os encantos do parque, que é duas vezes maior que o Vaticano e oito vezes maior que Mônaco. Recomendamos que faça uma caminhada, uma corrida ou ande de bicicleta. E enquanto isso, procure a romântica estátua de Romeu e Julieta e passe pelo emocionante memorial Strawberry Fields, construído em homenagem ao cantor e pacifista John Lennon. Você não vai se arrepender!

Tarde

(Foto: Wikimedia Commons | (CC BY-SA 3.0) | Urban)

(Foto: Wikimedia Commons | (CC BY-SA 3.0) | Urban)

Os museus de Nova York são uma parada obrigatória. Para começar, visite o Metropolitan Museum of Art. O local abriga uma das coleções de arte mais importantes do mundo. São mais de 2 milhões de obras de gênios como Rafael, Velázquez  e Picasso, assim como tesouros da antiguidade clássica e peças de arte egípcia, africana, asiática, entre muitas outras – sem contar que visitar o imponente edifício por dentro é uma experiência fora de série. Cuidado para não se perder entre as inúmeras galerias!

Noite

WePlann_Blog_ES_Noviembre11_Brooklyn_LionKing

Não perca a oportunidade de assistir a um espetáculo da Broadway. Principal referência em teatro musical do mundo, a companhia apresenta um amplo leque de opções que contemplam os públicos infantil, adolescente e adulto. Entre todas as obras em cartaz, O Fantasma da Ópera e O Rei Leão são os recordistas em bilheteria. Como são os shows são super concorridos, aconselhamos que reserve seus ingressos com o máximo de antecedência para garantir bons assentos.

Dia 2  

Manhã

WePlann_Blog_ES_Noviembre11_MoMa_interior

Esteja em frente ao Museum of Modern Art assim que abrir, pois este é um dos museus mais requisitados de NY. Fundado em 1929, o MoMa se dedica a apresentar o melhor da arte moderna ao público. Conta com quase 200 mil obras de artistas do mundo inteiro, dos últimos 150 anos, além de realizar exposições pontuais. A sua coleção é composta por quadros, esculturas, desenhos, impressões, fotografias, projetos arquitetônicos e objetos de design. Monet, Munch, Dalí, Yayoi Kusama, entre outros grandes nomes se encontram por lá!

Tarde

(Foto: Flickr | (CC BY-ND 2.0) | Roman Königshofer)

(Foto: Flickr | (CC BY-ND 2.0) | Roman Königshofer)

Próximo ao MoMa, o Radio City Music Hall é um dos maiores teatros do mundo. Faça um tour e conheça esse marco da música, instituído como patrimônio cultural de Nova York em 1978. Com capacidade para quase 6 mil pessoas sentadas, é conhecido por sua arquitetura imponente e design elaborado. Hoje, o local hospeda eventos como o Tony e o Grammy Awards. Frank Sinatra, Ellen Fitzgerald, BB King, entre outros grandes nomes, já se apresentaram na casa de espetáculos.

Noite

WePlann_Blog_ES_Noviembre11_TimesSquareNight

A noite, as infinitas luzes da cidade se acendem e o movimento nas ruas não para. Divirta-se com o espetáculo de flashes, neons e painéis luminosos da Times Square – um cruzamento de avenidas em Nova York reservado exclusivamente para pedestres desde 2010. Cercada por mega estabelecimentos, restaurantes e teatros, não faltam lugares para visitar nessa região. Mesmo que você não queira comprar nada, faça um pitstop nas lojas do M&M’s, Toys”R”Us, Louis Vuitton, Victoria’s Secret, Macy’s e Forever 21.

Dia 3

Manhã

WePlann_Blog_ES_Noviembre11_EstatuaLiberdade

A Estátua da Liberdade foi um presente dos franceses aos norte-americanos em 1876, para comemorar o centenário de Declaração da Independência dos Estados Unidos. Situada na Liberty Island, este monumento é considerado um ícone de Nova York. Pegue carona em uma balsa, que sai de Jersey City ou Lower Manhattan, para conhecer este marco de perto. Suba ao topo da estátua e visite o museu da imigração. Além disso, o passeio também inclui uma parada em Ellis Island.

Tarde

(Foto: Wikimedia Commons | (CC BY-SA 4.0) | Rhododendrites)

(Foto: Wikimedia Commons | (CC BY-SA 4.0) | Rhododendrites)

Após o passeio para Liberty Island, volte para ponta sul da ilha de Manhattan e caminhe pelo Battery Park. Este é um dos mais antigos parques públicos de Nova York, que recebe mais de seis milhões de pessoas por ano. Durante a visita, conheça a horta urbana criada para estudantes, moradores e visitantes aprenderem sobre cultivo sustentável e orgânico. Além disso, procure o carrossel ‘aquático’ de vidro. A atração, que levou dez anos para ser construída, é composta por trinta peixes fosforescentes!

Noite

(Foto: Wikimedia Commons | (CC BY-2.0) |Phil Dolby)

(Foto: Wikimedia Commons | (CC BY-2.0) | Phil Dolby)

Após os ataques terroristas em 11 de setembro de 2001, iniciou-se a construção da Freedom Tower e do 9/11 Memorial & Museum. O memorial e o edifício, cuja altura de 1776 pés faz referência ao ano da Independência dos Estados Unidos, fazem homenagem às vítimas da tragédia. Mais além, o museu busca examinar as implicações e significados dos eventos ocorridos tanto em 1993 quanto em 2001, nos Estados Unidos, a partir de documentações e depoimentos de sobreviventes, parentes e figuras públicas. Visite o museu à noite!

Dia 4

Manhã

(Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | Jacob Surland)

(Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | Jacob Surland)

A Fifth Avenue ou a Quinta Avenida é uma das vias mais icônicas e luxuosas de Nova York. Com 10 km de estensão, abriga diversas lojas de grife e aclamados museus como o Guggenheim e o Cooper Hewitt. Que tal ir às compras e conhecer um desses incríveis museus enquanto percorre a avenida? Além disso, 50 quarteirões são paralelos ao Central Park. Sombreado e fresco por conta das árvores do parque, é um ótimo trecho para passear.

Tarde

(Foto: Flickr | (CC BY-ND 2.0) | Wally Gobetz)

Eataly (Foto: Flickr | (CC BY-ND 2.0) | Wally Gobetz)

O Madison Square Park é outra alternativa ao Central Park. Localizado em Midtown Manhattan, é um dos 1700 parques, playgrounds e centros de recreação espalhados pela cidade. Depois de relaxar pelos seus jardins, faça uma parada no Shake Shack – uma hamburgueria super famosa de Nova York. E não deixe de conhecer o Eataly, um espaço dedicado à gastronomia italiana composto por restaurante, cafeteria, mercado, sorveteria e escola de culinária. Se preferir, delicie-se por lá. Ambas as opções ficam ao lado do parque!

Noite

MET Rooftop (Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Steve Rhodes)

MET Rooftop (Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Steve Rhodes)

A cidade que nunca dorme pede por pelo menos uma saída noturna em um bar glamuroso, com drinks sofisticados. Melhor ainda se for em uma cobertura, não é mesmo? O Le Bain, bar do hotel The Standard, é um dos rooftops mais badalados de Nova York. Localizado na região do Meatpacking, garante uma vista incrível da cidade. Outra opção, a qual crianças podem frequentar também, é o Roof Garden Café and Martini Bar, no topo do MET. A paisagem é espetacular!

Dia 5

Manhã

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Wally Gobetz)

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Wally Gobetz)

Conectando Manhattan ao Brooklyn, a Brooklyn Bridge é uma das mais antigas pontes dos Estados Unidos. Sua construção se iniciou em 1869 e foi inaugurada apenas em 1883. Com 1.8 km de estensão, recebe mais de 4 mil pedestres e 3.100 ciclistas diariamente. Designada como um marco histórico nacional e também da engenharia civil, oferece uma bela vista da imponente Estátua da Liberdade e do Empire State Building. Atravessar a ponte a pé é um programa clássico na cidade!

Tarde

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Joseph O. Holmes)

Jardim Botânico (Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Joseph O. Holmes)

Fundado em 1910, o Jardim Botânico do Brooklyn é marcado pela diversidade e abundância. Com mais de 200 cerejeiras e cerca de 1.400 tipos de rosas, está localizado no Prospect Park, uma ótima alternativa ao Central Park. Entre suas atrações, vale destacar o Fragrance Garden, um jardim projetado para deficientes visuais. Neste espaço, o público em geral é convidado a experienciar a natureza por meio do tato, do olfato e da audição.

Noite

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Valerii Tkachenko)

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Valerii Tkachenko)

Encerre o dia com chave de ouro. Caminhe pelo pier do Brooklyn Bridge Park e curta as luzinhas que vão se acendendo na orla. Quando chegar no Fulton Ferry Pier, ao pé da ponte, pare na Brooklyn Ice Cream Factory – uma sorveteria que ocupa o espaço de um antigo quartel do corpo de bombeiros. Experimente uma casquinha, um sundae, uma banana split ou um milk shake em frente ao skyline de Manhattan e apaixone-se bela beleza de Nova York à noite. Aproveitando a proximidade, passe em frente ao famoso Jane’s Carousel também!

Dia 6

Manhã

(Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | Franziska)

(Foto: Flickr | (CC BY-NC 2.0) | Franziska)

Antes de se tornar um parque suspenso, o High Line era uma linha férrea elevada para transporte de mercadorias. O local funcionou até a década de 1980 e logo ficou sob ameaça de ser demolido. Em protesto, um morador do bairro levou o caso para o tribunal de justiça para impedir a sua destruição. Pouco depois, outros residentes começaram a trabalhar pela reforma do lugar em busca de transformá-lo em um ponto de convivência para o público em geral. Aberto desde 2009, é o lugar ideal para uma caminhada ou um pique-nique!  

Tarde

(Foto: Flickr | (CC BY-ND 2.0) | Shinya Suzuki)

(Foto: Flickr | (CC BY-ND 2.0) | Shinya Suzuki)

Com nove andares, paredes envidraçadas, um turbilhão de salas e a maior galeria aberta de Nova York, o Whitney Museum reabriu no Lower Manhattan – ao lado do High Lane – em maio de 2015. O museu, que abriga obras de talentosos artistas norte-americanos, foi fundado em 1930 pela colecionadora Gertrude Vanderbilt Whitney. Criado para dar espaço e gerar visibilidade à arte moderna, o museu também começou a exaltar obras contemporâneas. Atualmente, vive uma nova fase entre o Hudson River e o High Lane.

Noite

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Scott Beale)

(Foto: Flickr | (CC BY-NC-ND 2.0) | Scott Beale)

Depois de um dia de muita caminhada, o que acha de relaxar em um restaurante? Afinal, Nova York é uma das capitais gastronômicas do mundo e conta com opções para todos os gostos. Experimente a culinária dos premiados Eleven Madison Park ou Masa, que contam com três estrelas do guia ‘Michelin’. Outros dois pratos clássicos e muito conhecidos na cidade são o pastrami do Katz’s e a pizza do Artichoke Basille’s. Basta escolher o menu que mais lhe agrada e saborear um delicioso jantar na metrópole.

Dia 7

Manhã

WePlann_Blog_itinerariojerseygardens

Vamos às compras? Quem busca grandes marcas deve visitar o Soho, um bairro que conta com uma enorme concentração de lojas. Para os fãs de brechós e peças vintage, o Brooklyn será a melhor escolha. Por fim, vale a pena conferir os ótimos preços dos outlets Woodbury Commons e Jersey Gardens. Além de serem locais de fácil acesso, contam com casas de câmbio e oferecem serviços de entrega internacional caso você não queira carregar várias sacolas.

Tarde

(Foto: Flickr | (CC BY-SA 2.0) | Martin Solli)

(Foto: Flickr | (CC BY-SA 2.0) | Martin Solli)

Uma das melhores características de Nova York é a sua diversidade cultural. No Lower East Side de Manhattan, existe um bairro inteiro dedicado à maior comunidade chinesa no Ocidente: Chinatown. Para explorar a região, que é bem diferente do restante da cidade, sugerimos que passeie pela ruas. Entre nas lojas de antiguidades e experimente as comidas exóticas que encontrar pelo caminho.

Noite

(Foto: Wikimedia Commons | (CC BY 2.0) | flicker4jazz)

(Foto: Wikimedia Commons | (CC BY 2.0) | flicker4jazz)

Tratando-se de Nova York, recomendamos que encerre a noite com um emocionante show de jazz e blues! Berço de grandes artistas do gênero musical, o Harlem conta com diversas opções como o Bill’s Place, o Minton’s e Paris Blues. Outra ótima opção, localizada em Midtown Manhattan, é o Birdland. Nomeado em tributo ao grande saxofonista Charlie Parker, o histórico bar oferece música de alta qualidade e um menu fantástico de drinks!

Faltou algo em nosso roteiro? Contribua com mais dicas!Veja também roteiros de uma semana em Las Vegas e San Francisco!

Escrito por . Cidadã do universo, jornalista e escritora, que ama qualquer tipo de viagem e comida. É criadora de Conteúdo no WePlann.

2 thoughts on “Roteiro: uma semana em Nova York

  1. Lucia
    22/01/2017 at 22:53

    pacote new york tem guia?

    1. 23/01/2017 at 16:00

      Oi Lucia, obrigada por deixar um comentário! Aqui você encontra os pacotes que oferecemos saindo de Nova York: http://www.weplann.com.br/nova-york/circuitos . Infelizmente não temos um pacote apenas em NY, mas você pode selecionar todas as atividades turísticas que mais te agradam e reservar com antecedência em nosso site: http://www.weplann.com.br/nova-york . Me avise se tiver mais dúvidas.
      Bjs,
      Isa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *