Como funciona o metrô de Nova York?

(Foto: Flickr | CC BY-NC-SA 2.0 | Brian Hoffsis)

O metrô de Nova York é formado por 24 linhas e 468 estações, que se estendem por 375,8 quilômetros. Além de ser uma das mais extensas redes de metrô do mundo, também é uma das mais antigas. Fundado em 1904, esse sistema de transporte público subterrâneo transporta em média 7,6 milhões de pessoas em dias úteis. Sua funcionalidade e abrangência são inegáveis: funciona todos os dias da semana e a maioria das suas estações são 24 horas.

Embora pareça confuso, essa é uma das formas mais fáceis de se locomover pela cidade. Portanto, para circular de metrô com segurança e tranquilidade, basta entender alguns pontos chave sobre esse tipo de transporte, como: a compra de passagens, as rotas de cada linha, o significado das sinalizações e até alguns truques para encontrar ou conferir o seu caminho. Quando você for a Nova York, não tenha medo de se aventurar pelo metrô!

MetroCard

Para circular pelo metrô, é necessário comprar uma passagem. Há algumas opções e, dependendo do tempo que você passar em Nova York, algumas valem mais a pena que outras. Dirija-se às máquinas localizadas dentro do metrô e veja qual se adequará melhor a sua viagem:

1) MetroCard 

Um passe de 7 ou 30 dias corridos, que pode ser utilizado ilimitadamente respeitando o intervalo de 20 minutos entre um uso e outro – o que garante que cada pessoa compre o seu. Se você não tiver um MetroCard, você deverá selecionar a opção de comprar um em “Get new card” (a cada emissão de cartão, é cobrada uma taxa de US$1).

Você terá duas novas opções: “Regular” ou “Unlimited”. Na primeira opção, a tela oferece alguns valores ou você pode escolher o que quiser colocar no cartão e pronto! Na segunda, você opta pelo passe de 7 ou 30 dias ou de 30 dias com acesso aos ônibus expressos.

Preço 7 dias: US$31

Preço 30 dias: US$116.50

Para se certificar a respeito dos preços, você pode consultar a página oficial do metrô.

Caso você já tenha um passe, você pode optar por recarregá-lo em “Refill your card”. E se quiser, você também pode consultar o seu saldo em “Get card info”. Para recarregar, é possível colocar dinheiro (“Add value”) ou tempo (“Add time”), que oferece os três tipos de passes ilimitados citados acima. Quando o cartão é regular, cada uso desconta o valor unitário de US$2.75.

Dica: O blog Viaje na Viagem fez um passo a passo super bem explicado de compro comprar o passe com fotos da tela da máquina, vale a pena dar uma olhada para se sentir mais seguro!

2) Single ride 

Um passe unitário dura apenas 2 horas e expira após ser usado uma única vez. É ideal para quem vai usar o metrô poucas vezes ou já chegou ao fim da viagem e o seu passe de 7 ou 30 dias já acabou.

Preço: US$3

3) Pay-Per-Ride

Uma opção para quem viaja acompanhado e não pretende usar o metrô com tanta frequência, pois o cartão passa mais de uma vez sem precisar dos 20 minutos de intervalo entre o uso. A cada uso serão descontados US$2.50.

Preço: a partir de US$5.50

Máquinas e bilheteria

As máquinas aceitam dinheiro (apenas notas de $1, $5, $10, $20 ou $50 e moedas de 5¢, 10¢, 25¢ ou 1 dólar) ou cartão. O troco máximo é de US$9. Por isso, lembre-se de andar com as notas e moedas certas e também de liberar o seu cartão para uso no exterior. Já as bilheterias aceitam apenas dinheiro. Notas de $50 são aceitas apenas para compras acima de US$30 e notas de $100 para compras acima de US$70. O Pay-Per-Ride parte do valor mínimo de US$5.50 e máximo de US$80.

Linhas e sinalizações

As linhas de Nova York são inteligentes. Quando são designadas por números, suas rotas são retas. Quando são designadas por letras, oferecem mais possibilidade de baldeação e de cruzar as ilhas. Além disso, também podem ser divididas em outras duas categorias: as linhas locais e expressas. As locais param em todas as estações, enquanto as expressas param em menos e, por isso, são mais rápidas. Com isso em mente, basta saber para onde você deseja ir e em quanto tempo precisa chegar.

Outra dica importante é observar as sinalizações na entrada dos metrôs (sim, ainda na rua) e dentro da estação. Acredite em mim: leia com atenção, pois as placas dizem tudo! Isso porque às vezes certas estações têm entradas diferentes para o sentido que a linha vai. Por exemplo, Uptown (norte) ou Downtown (sul). Observe a placa ao entrar no metrô e lá embaixo também, ANTES de passar pela catraca.

(Foto: Flickr | CC BY-NC-SA 2.0 | Axel Taferner)

(Foto: Flickr | CC BY-NC-SA 2.0 | Axel Taferner)

Depois de passar a catraca, nem sempre a estação permite que você troque de lado quando erra a direção. Em seguida, quando o trem chegar, observa a letra ou número que o identifica. As placas indicam quais são linhas locais ou expressas e também os dias ou horários em que funcionam. Assim, você saberá se o trem que chegou é o que você deseja tomar.

Entenda mais sobre as linhas (e veja aqui a malha ferroviária completa do metrô):

  • Vermelha

Linha 1: linha local que fica no lado oeste de Manhattan e vai do extremo sul da ilha ao Bronx.

Linha 2: linha expressa que vai do Brooklyn ao Bronx pelo lado oeste de Manhattan.

Linha 3: linha expressa que vai do Brooklyn ao norte de Manhattan pelo lado oeste da ilha.

  • Verde escuro

Linhas 4 e 5: linhas expressas que vão do Brooklyn ao Bronx pelo leste da ilha.

Linha 6: conta com a linha local e com a expressa, que vão do sul de Manhattan ao Bronx pelo leste da ilha.

Linha 7: conta com a linha local e com a expressa, que saem do oeste de Midtown Manhattan, cruzam a ilha e vão até o Queens.

  • Azul

Linhas A e C: linha A é expressa e C é local. Ambas vão do Brooklyn ao norte de Manhattan pelo lado oeste da ilha.

Linha E: linha local que sai do Ground Zero (sul de Manhattan), passa pelo lado oeste até Midtown Manhattan, cruza a ilha e vai até o Queens.

  • Laranja

Linhas B e D: linhas expressas que vão do Brooklyn ao Bronx pelo lado oeste de Manhattan.

Linha F e M: linhas locais que vão do Brooklyn ao Queens pelo centro de Manhattan.

  • Verde claro

Linha G: linha local que vai do Brooklyn ao Queens.

  • Marrom

Linhas J e Z: linhas expressas que saem do sul de Manhattan, cruzam o Brooklyn e vão até o Queens.

  • Cinza

Linha L: linha local que vai do lado oeste de Midtown Manhanttan ao Brooklyn.

  • Amarelo

Linha N, Q e R: linha N e R são locais e Q é expressa. Todas saem do Brooklyn, passam pelo meio de Manhattan e vão até o Queens.

Apps

Por fim, uma forma de garantir que você está indo para o lugar certo sem precisar de um mapa que ocupa espaço e muito menos perguntar para ninguém: o aplicativo New York Subway MTA Map and Route Planner! Com versão para iPhone e Android, esse app oferece as melhores rotas e ainda calcula o tempo estimado de viagem. E se você tem dúvidas de com usar seu celular no exterior, recomendo a leitura:

5 formas de usar o celular no exterior gastando pouco (ou nada)

Você conhece mais algum macete para dominar a arte de andar de metrô em Nova York? Conte para nós!

Escrito por . Cidadã do universo, jornalista e escritora, que ama qualquer tipo de viagem e comida. É criadora de Conteúdo no WePlann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *